a-gestao-estrategica-do-franchising

A Gestão Estratégica do Franchising

O crescimento do sistema de franchising nacional é consistente já há algum tempo e, cada vez mais, novas empresas aderem ao sistema como forma de expansão de seus negócios e ampliação de acesso ao mercado.

Num mercado cada vez mais competitivo e com diversas opções de compra pelo consumidor, tornar-se a melhor opção na sua preferência tem sido um desafio constante de todas as empresas que lutam por melhores índices de participação no mercado e melhoria de vendas.

A profissionalização do sistema também tem sido destaque, seja pelo alto nível dos candidatos a franqueados ou pelas próprias pessoas que fazem parte da empresa Franqueadora, que cada vez mais buscam programas de capacitação para se manterem atualizados e alinhados com as novas demandas e exigências do mercado. O nível de exigência e de excelência em serviços está cada vez mais alto e não permite mais falta de disciplina e comprometimento no relacionamento entre as partes, franqueadores e franqueados.

Porém, um dos principais desafios tem sido a conquista da maturidade dessas redes proporcionando uma experiência de consumo única em todos os pontos de contato com a marca. Para tanto, buscar o alinhamento e o engajamento dos franqueados e de suas equipes tem sido a missão dos executivos de uma empresa Franqueadora, diariamente.

Existem muitas definições para o conceito da Gestão Estratégica e no nosso entendimento, pode ser considerada como o processo pelo qual a Empresa consegue executar o seu planejamento de maneira sistemática e alinhada entre toda a sua equipe e rede, tornando compreensível e prática a sua cultura corporativa representada pela definição de sua missão, visão e valores corporativos.
Assim busca-se uma compreensão real dos indicadores chave de performance e quais as ações que impactam no desempenho organizacional, por meio de um sistema de medição e análises e que gere ações consistentes de correção de rumos ou mesmo de confirmação.

A complexidade se amplia ao tratar os franqueados como integrantes fiéis do sistema e entregadores da promessa da marca perante o mercado consumidor. Ter real conhecimento e alinhamento dos princípios da empresa Franqueadora, estar alinhado a sua cultura de negócios e da marca, proporciona aos franqueados uma adesão maior e uma relação mais produtiva de negócios.

Cabe à empresa Franqueadora definir a sua estratégia, pensar num horizonte de no mínimo 5 anos, comunicar a sua missão, visão, valores (o seu Propósito de Negócios) e aos Franqueados cabe a execução com excelência dessas diretrizes, realizando um planejamento de suas unidades de no mínimo 1 ano e buscando o engajamento e preparação de suas equipes de maneira alinhada.
Portanto é possível entender que ambas as partes tem desafios enormes na conquista da Gestão Estratégica do Franchising, que é representada por uma rede totalmente alinhada aos princípios e padrões do negócio, com relacionamento participativo e construtivo e adquirindo uma cultura de gestão consistente, atrelada a planos de negócios e/ou ações e indicadores de performance, gerando resultados consistentes para ambas as partes, Franqueadores e Franqueados.

Quanto mais claro se torna o papel das partes na construção do sucesso da marca, da rede e do negócio, maiores as chances de sucesso nessa relação desafiante do franchising, que demonstra pujança de crescimento a cada ano, porém, transmitir a cultura da Franqueadora de maneira sistemática a toda a sua rede tem sido um dos principais desafios do sistema e deve ser perseguido por todos que orbitam essa lógica estruturada de expansão de negócios.

A Gestão Estratégica do Franchising portanto tem a missão de buscar esse alinhamento constante para gerar melhores resultados para o Franqueador, Franqueados e claro, para os clientes também.

Adir Ribeiro é Presidente e Fundador da Praxis Business