Competências essenciais para novos tempos

O mundo está mudando de forma constante e veloz, nossos desafios são inúmeros e bastante complexos. Aprendemos nesse contexto, que alguns comportamentos e habilidades são fundamentais. Ouvimos sobre a imprescindível empatia, sobre a inteligência emocional e as tantas outras competências que acompanham esse traquejo social.

Para além dessas grandes habilidades, precisamos nos atentar para outras quatro igualmente importantes, que tenho percebido ausentes ou pouco exploradas em muitos profissionais. São elas o senso de urgência, o pensamento crítico, a visão e adaptação às mudanças.

No nosso dia a dia, muitas vezes somos demandados a decidir de forma ágil e resolutiva na solução de problemas. Uma situação inesperada em casa, com a família, demandas urgentes no escritório, um cliente que almeja a resolução imediata de alguma questão… de uma forma ou de outra, precisaremos pensar com clareza e tomar decisões rapidamente para a solução de problemas.

Definido pela capacidade de agir de forma decidida e ágil, usando do discernimento e da visão, o senso de urgência é importante porque algumas situações simplesmente não podem esperar. Seja um cliente com um problema que exige a nossa resposta e solução urgente, seja um problema na equipe, ou uma demanda inesperada do time. Além disso, quando você age com urgência, percebe que a procrastinação é uma péssima opção e por isso, antecipa suas entregas sempre que possível.

O pensamento crítico, caracterizado pela capacidade de analisar situações e ideias, criticando-as de forma inteligente e perspicaz, permite que avancemos diante das crises e dificuldades. A visão e o pensamento crítico caminham de mãos dadas. Ou deveriam. Afinal, só é possível desenvolver a agilidade e perspicácia no pensamento, se a pessoa consegue enxergar lá na frente, simulando e prevendo cenários futuros.

Além disso, adquirir novos conhecimentos, ler bastante e beber de fontes diversas da sua área de especialização também são ótimas opções. Precisamos como indica o perfil do profissional T-shaped, associar à nossa disciplina central de conhecimento, outros saberes e experiências que nos permitirão ser muito mais efetivos em nossa jornada.

A Adaptação às mudanças, compreendida pela capacidade de agir de forma flexível, alterando o nosso comportamento quando preciso, adotando novas perspectivas e novas alternativas, à medida que o mundo muda e nos traz novos problemas e desafios, é outra grande competência nessa era. Precisamos ir além da “mera” adaptação às mudanças. Precisamos ser agentes da mudança! O que significa não ser empurrado pelos acontecimentos e sim, perceber quando a transformação é necessária e provocá-la!

Boa jornada!

 

CYNARA BASTOS – Facilitadora de Aprendizagem da Praxis Business. Psicóloga e especialista em desenvolvimento humano.